Não é associado? Associe-se
Recuperar minha senha

Concórdia (SC) será a primeira cidade em 2019 a receber o Mutirão de Doença Inflamatória Intestinal

Autor: GEDIIB | Publicado em: 06/05/2019

A ação social será realizada no dia 20 de maio no Hospital São Camilo com o apoio das Secretarias Municipais de Santa Catarina, Joaçaba  e Concórdia.  

O Projeto Mutirão de DII foi criado para atender  um dos pilares do GEDIIB,  que é gerar  Ação Social para  identificação de pacientes sem diagnóstico definitivo.  Este projeto foi iniciado em 2016, com a realização de Mutirões  de pré testes  de Calprotectina fecal e  Colonoscopia  nas cidades de Salvador (BA), Belo Horizonte (MG), e em 2018  nas cidades de Cascavel (PR) e  Rio de Janeiro (RJ). 

A cidade de Concórdia (SC)  é a  primeira cidade  a realizar o Mutirão de DII num total de 6 edições a serem realizadas no ano de 2019.  Ao todo, cerca de 50 pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), com idades entre 16 e 40 anos, serão selecionados pelo teste de calprotectina fecal para serem submetidos à colonoscopia. Essa iniciativa otimiza a detecção e o diagnóstico definitivo da Doença Inflamatória Intestinal (DII), grupo de doenças que causam inflamação crônica dos intestinos delgado e grosso, como, por exemplo, a Retocolite Ulcerativa e Doença de Crohn. Ainda sem causa conhecida, a DII não possui cura, mas quando detectada em fase precoce (com menos de 2 anos de sintomas das doenças), é possível dar início ao tratamento diminuindo as chances de progressão da doença.

O médico coloproctologista Fabrício Doin Paz, responsável pela seleção de pacientes, explica que, inicialmente foi feita uma triagem com 40 pessoas. "São pacientes com idades entre 16 e 63 anos, em fila de espera da regulação Estadual por queixa de dor abdominal, diarreia, sangue nas fezes, perda ponderal. São oriundos da Secretaria Municipal de Concórdia e dos municípios da região da AMAUC (Associação dos Municípios do Alto Uruguai Catarinense)", explica.

O coordenador da regional Sul do GEDIIB, também  médico coloproctologista, Abel Quaresma,  ainda destaca que a ação "visa proporcionar acesso do exame àquela população com suspeita de DII, facilitando a identificação e tratamentos dos casos mais precocemente. Neste dia de mutirão também ocorrerá uma pesquisa com os familiares dos pacientes para identificar crenças alimentares, coordenada pela nutricionista Carina Rossoni. Também fazem parte conosco deste mutirão o médico Eduardo Andrade, de Lages".




Dr. Abel Quaresma - (coordenador da regional Sul do GEDIIB)


O Mutirão de Doença Inflamatória Intestinal também será realizado em:

- Salvador (15/06)

- Brasília (29/06)

- Belo Horizonte (06/07)


A importância da Colonoscopia

O exame permite visibilizar o interior do reto, cólon e parte do íleo terminal (final do intestino delgado) por meio de um tubo flexível introduzido pelo ânus, contendo em sua extremidade uma minicâmera de TV que transmite imagens coloridas, podendo ser fotografadas ou gravadas em vídeo. O exame é realizado sob sedação, não havendo nenhum desconforto ao paciente.


Serviço

O Mutirão de Doença Inflamatória Intestinal começa no dia 20 de maio, às 8h, no Hospital São Francisco (Rua Marechal Deodoro, 915), Centro, Concórdia/SC. 


 

Material de apoio: