Não é associado? Associe-se
Recuperar minha senha

GEDIIB integrará discussão sobre incorporação de novos medicamentos para tratamento da retocolite ulcerativa, no SUS

Autor: GEDIIB | Publicado em: 02/07/2019

Para ampliar as discussões sobre os avanços no tratamento de doenças inflamatórias intestinais no País, o GEDIIB fará parte da 79ª reunião do CONITEC (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologia do SUS) que discutirá a introdução de novos medicamentos para o tratamento da retocolite ulcerativa em pacientes do sistema público de saúde. O encontro será nos dias 3 e 4 de julho, em Brasília. Os Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) da doença foram publicados em 2002 e, até agora, não sofreram nenhuma atualização por parte do Ministério da Saúde. A demora na reavaliação desses procedimentos traz prejuízo para o tratamento de pessoas portadoras da doença, já que não contempla nenhum tipo de terapia biológica.  


A pauta do encontro prevê a discussão de dois temas relacionados à doença. O primeiro será a apreciação inicial é a utilização do vedolizumabe para o tratamento de pacientes adultos com níveis de moderado a grave da doença. A segunda temática fá a análise inicial dos biológicos, adalimumabe, golimumabe, infliximabe e vedolizumabe, para o tratamento da colite ulcerativa de moderada a grave. Após a plenária que será realizada no dia 4 de julho, os próximos passos para a atualização do PCDT serão os seguintes:


1.Publicação da recomendação inicial da CONITEC sobre a incorporação destas novas tecnologias no PCDT da doença;

2.Consulta pública. Nesta fase, pacientes, familiares, cuidadores, profissionais de saúde, associações de pacientes, sociedades médicas e laboratórios são convidados a contribuir na discussão, relatando suas experiências, estudos e vivências a respeito da recomendação inicial;

3.Após o prazo e a avaliação das contribuições recebidas, a CONITEC emitirá a recomendação final, que publicada no Diário Oficial da União (DOU);

4.Em no máximo 180 dias após a publicação no DOU, os medicamentos aprovados deverão ser disponibilizados pelo SUS.


A atualização do PCDT da retocolite é uma necessidade antiga pleiteada pelas associações de pacientes e sociedades médicas ligadas ao tema. Confira abaixo a programação completa da 79º encontro do CONITEC.